Podcast: Novo episódio - As possibilidades e caminhos do UX Design no Mercado Nacional

BlogJornalismo

Conheça um pouco sobre as Teorias do Jornalismo

Jornalismo é uma profissão de apuração, investigação e apresentação de informações através dos meios de comunicação.

Para essa profissão é importante possuir desenvoltura ao narrar os fatos, perspicácia e bom-senso ao transmitir a reportagem no jornalismo, falando sempre de uma forma clara e interessante , que possa prender a atenção do seu público independente do meio de comunicação utilizado.

Para conseguir manter uma comunicação com seu público, o jornalismo usa algumas das teorias de comunicação que foram desenvolvidas a partir do surgimento e popularização dos meios de comunicação de massa.

Então pra começar, vamos falar um pouco sobre 02 teorias consideradas importantes para o jornal.


Teoria do Espelho no jornalismo

Criada a partir dos anos 1850, a teoria do espelho é a teoria mais velha do jornalismo. Essa teoria foi inspirada no positivismo do filósofo francês Auguste Comte que surgiu no contexto das mudanças que se passavam na imprensa dos Estados Unidos, com o desenvolvimento de notícias em massa. É uma teoria que defende a objetividade e a transparência das notícias.

Em si, o papel do jornalista é transmitir informações, e, dentro da teoria do espelho devemos transmitir essas informações relatando a realidade e a verdade, portanto segundo essa teoria, o jornalista deveria ser neutro e imparcial, causando uma separação entre fato e opinião.

Pregava-se que a palavra poderia refletir a realidade, mas não é bem assim, cada um tem sua forma de ver a realidade e todos, sem exceção aos jornalistas, somos formadores de opinião.


 

Teoria Gatekeeper no jornalismo

A teoria Gatekeeper foi criada em 1947 pelo alemão Kurt Lewin mas foi no ano de 1950 que ela ganhou forma na área do jornalismo pelo pesquisador David Mannig Whit.Nessa teoria, acredita-se que o processo da informação se dá a partir de escolhas, no qual as notícias precisam passar pelos “gates” (portões) antes de serem publicadas.

No jornal, esses “gates” geralmente são as pessoas responsáveis pela filtragem das notícias, ou seja, é a pessoa que decide o que será ou não noticiado. Podem ser considerados gatekeepers: repórteres, editores, editores-chefes e diretores de jornalismo de qualquer veículo de comunicação.

 


Teoria organizacional no jornalismo

 

A teoria organizacional é uma teoria que surgiu após a necessidade de se estudar a comunicação dentro das organizações empresariais entre 1940 a 1950 e foi somente em 1995 pelo sociólogo Warren Brud que essa teoria foi adaptada para o jornalismo.

A teoria organizacional possui uma visão mercadológica, quanto mais organizado é o centro jornalístico mais lucrativo ele é. Essa teoria foi dividida em dois tipos/ níveis, o nível teoria organizacional e nível teoria EXTRA organizacional.

No nível organizacional dentro do jornalismo, deve-se levar em consideração fatores como: lucro, escolha de fontes, competição entre emissoras, recursos materiais e humanos, hierarquia, organização e burocracia interna e a interação com a fonte interfere na produção da matéria.

Já no nível EXTRA organizacional, as notícias sofrem influências sobre fatores como: mercado e audiência, relação estabelecida entre jornalista fonte assim como as preferências de alguns canais de rotina visando o lucro do jornal.

De acordo com a teoria, o setor mais importante para o jornal seria justamente o comercial,pois o jornal é uma empresa com estrutura, despesas e funcionários

igual a qualquer outra que precisa de lucros para não ir a falência, e partindo deste princípio, os jornais são os mercados e as notícias são os produtos. Para esse processo funcionar, é importante que haja organização do processo de produção das notícias , portanto, ou a organização funciona adequadamente e dentro dos critérios estipulado por lei ou entra em desorganização total e por consequência, o fechamento da empresa.


 

ENCERRAMENTO:

Encerramos aqui a primeira parte das teorias jornalísticas, as teorias foram BEEM resumidas mas enfim, espero que gostem e que acompanhem a segunda parte. Caso vocês tenham gostado e queiram saber mais sobre o assunto, aqui estão alguns livros interessantes.

Pensamento Crítico– O Poder Da Lógica E Da Argumentação – por Walter Carnielli E Richard L. Epstein (Autor)
Teoria do jornalismo – por Felipe Pena (Autor)
Comunicação e análise do discurso- por Roseli Figaro
Jornalismo. Teoria e Prática – por Pery Cotta (Autor)
Teorias do Jornalismo – por Nelson Traquina (Autor)

Quer saber sobre outros assuntos como moodboards ou livros para ler? acessa os links nas palavras e da uma fuçada no blog que tem muita coisa boa por aqui, e não esquece de seguir a gente no insta @creativestop_blog.

 

 

 

About author

Estudante de design, fotógrafo e organizador de eventos para incentivo da comunidade criativa, além de criador e redator do blog Creative stop.
Related posts
ArteBlogFotografia

Você sabe oque é fotografia Fine Art?

BlogDesignFilmes

4# Filmes que todo designer deveria ver - Logorama

BlogDesign

Branding, identidade visual e arquétipos

ArteBlogDesign

Como escrever um roteiro bem estruturado

Se inscreva em nossa Newsletter