Podcast: Novo episódio - As possibilidades e caminhos do UX Design no Mercado Nacional

ArteBlog

Realismo espontâneo: já ouviu falar?

The 70's

Aquarela e tinta acrílica dão vida às peças do realismo espontâneo de Voka

Voka é um artista visual austríaco nascido em 1965, desenvolvedor de uma técnica de pintura que originou o realismo espontâneo. Sua galeria de arte se encontra em Puchberg am Schneeberg, na Áustria. Possui um livro lançado, o “Voka: Spontanrealismus”, no qual conta sua jornada no mundo da expressão artística. Ele toma como referência principal o realismo, movimento que enfatiza a retratação da realidade como ela é.

Voka enfrentou no começo um problema, o tempo de espera da secagem da tinta à óleo e como resolver isso. Infelizmente, essa demora prologa os prazos e impede que o artista consiga ter rapidez na finalização de suas obras, cria um impasse porque dificulta a visualização da obra antes do tempo determinado. Estudando técnicas dos antigos mestres e utilizando suas próprias peças como estudo, o pintor desenvolveu um novo método, que consiste em misturar aquarela e tinta acrílica para obter o resultado esperado em um tempo menor. Tanto a aquarela quanto a tinta acrílica são comumente utilizadas por vários pintores devido ao tempo de secagem curto e sua maleabilidade. A seguir, uma releitura do retrato de Salvador Dalí.

Releitura do retrato de Salvador Dalí em Realismo Espontâneo

Salvador Dalí, Voka. 200x150cm aquarela e tinta acrílica sob tela.

O efeito de movimento causado pela forma de pintar remete ao impressionismo.

Na verdade, o foco do realismo espontâneo não é representar a realidade como ela é, como ocorre no realismo, o qual surgiu a partir da morte do romantismo. O real objetivo do movimento popularizado por Voka é reproduzir o mundo conforme os olhos do artista. Ou seja, significa que as pinceladas tomam formas e as luzes e sombras são jogo do contraste entre as cores. Essa nova forma de retratar a vida real por trás de uma perspectiva diferenciada causa sensações únicas e memoráveis para quem aprecia as obras. O artista consegue trazer a representação da realidade de uma maneira como o próprio nome do movimento diz, espontânea. Voka faz releitura de várias obras, esculturas e também pinta outras pessoas, esportes, quadros famosos e paisagens diversas.

Releitura de "A última ceia" (Da Vinci, Leonardo, 1498)

Releitura de “A última ceia” (Da Vinci, Leonardo, 1498)

O artista consegue transparecer suas percepções sobre as variadas obras que decide homenagear através de suas pinceladas rápidas

A princípio, Voka trouxe uma nova perspectiva sob o realismo no que se diz respeito ao modo de apresentar a realidade. Sem fugir da essência da arte, enfatizando a importância da renovação e da adaptação ao mundo contemporâneo. Em suma, a ressignificação é essencial para o processo criativo, sendo um fator importante e comum em todo artista. Ela permite novas possibilidades e estratégias serem exploradas, novos pontos de vistas descobertos e novos olhares despertos.

Voka define o realismo espontâneo como uma maneira de reviver a forma que a arte é utilizada para relatar sobre o cotidiano e demais situações, uma nova visão considerando a reformulação das técnicas mais utilizadas por ele, para dar um efeito semelhante e ao mesmo tempo instigante em seus quadros. Esse aprimoramento acompanha a revolução que as expressões artísticas estão provocando, juntamente da evolução e com a interação da tecnologia nos movimentos atuais. Seria a arte um projeto de revolução ou a revolução um projeto de arte?

Em outras palavras, mudanças são bem vindas quando o assunto é arte, pois ela provoca transformações internas e externas, no artista e no público, na própria historia do movimento e influencia nos demais. Definitivamente, também altera a própria arte, visto que desde a sua origem nos primórdios, o fator principal encontrado em todas as culturas é a necessidade de expressão e adaptação. Falando nisso, você já leu sobre a arte do grafite e como ela surgiu?

Confira o processo criativo de Voka de uma de suas releituras no YouTube:

Alguns outros artistas que possuem o realismo espontâneo como referência são Fábio Nery, Sidney Cerqueira e Diego Oliveira.

Fábio Nery nasceu no Rio de Janeiro e possui como principais influências as escolas Pop Art, Realismo e Realismo espontâneo.

Araras, Nery Fábio.

Araras, Nery Fábio.

Sidney Cerqueira é um artista plástico guineense que também apresenta características do realismo espontâneo em suas obras.

MADIBA VIII, Sidney Cerqueira. 130x100cm acrílico sobre madeira

Diego Oliveira é diretor de criação e artista plástico de Santa Catarina. Suas peças publicitárias são notáveis assim como suas telas, que possuem um marco abstrato sem perder as formas, ressaltadas pelas cores.

Buda, Oliveira Diego

Related posts
ArteBlogFotografia

Você sabe oque é fotografia Fine Art?

BlogDesignFilmes

4# Filmes que todo designer deveria ver - Logorama

BlogDesign

Branding, identidade visual e arquétipos

ArteTipografia

O que é tipografia

Se inscreva em nossa Newsletter