Podcast: Novo episódio - As possibilidades e caminhos do UX Design no Mercado Nacional

BlogDesign

Gestão de projetos: significado, aplicações e mais

Uma boa gestão de projetos é uma das peças essenciais do meio corporativo

A gestão de projetos é uma atividade que envolve o domínio de gerenciamento nas varias áreas de estruturação de um planejamento e sua execução. Ela engloba a aplicação de conhecimentos teóricos e técnicos, além de habilidades interpessoais, e possui o intuito de proporcionar uma melhor performance no êxito de projetos. Surgiu através da necessidade de um líder ou uma equipe, que pudesse administrar e supervisionar o escopo e demais atributos de uma ideia. Em palavras mais simples, é uma ação de gerenciamento que requer capacidades técnicas e de liderança para garantir o funcionamento e os bons resultados de um plano.


Criado por ijeab – br.freepik.com

O significado de projeto

Um projeto é a formação, organização e estruturação de um objetivo criado a partir de um conceito. É executado por uma equipe durante um predeterminado período e composto por diversas tarefas, ou como chamam atualmente, as famosas tasks (tarefas em inglês). Aliás, essa equipe se forma através de vários profissionais, sejam eles economistas, gestores, criadores, administradores e outros que possuem o mesmo propósito enquanto trabalham em conjunto, que é executar de maneira eficaz essas tasks. O gestor de projetos é responsável por acompanhar o progresso da equipe e gerenciar os ofícios necessários, de modo que o tempo seja economizado e os efeitos atinjam ou superem as expectativas.

Criado por rawpixel.com – br.freepik.com

As vantagens de uma gestão bem aplicada

Os principais benefícios da gestão de projetos incluem entrega no prazo estimado, organização nas operações, diminuição nos riscos e falhas e uma staff (“pessoal” em inglês) mais motivada. Assim como otimiza o funcionamento das metas, também sacia a dor de seu cliente, sendo essa a necessidade de um novo produto, um serviço, ferramenta, etc. Continuamente, um trabalho bem feito na gestão certifica que a task de experiência do usuário, a notável UX, seja facilitada para a staff e o caminho que o cliente irá percorrer se torna mais iluminado ao experimentar o produto.

Veja também: Dicas sobre Design Thinking 

As 5 fases da gestão de projetos

1. Iniciação

Definição do conceito principal da meta, o levantamento dos gestores mais adequados para o cargo, cálculo dos custos e a efetividade de atuação.

2. Planejamento

Serve para a estruturação de um planejamento substancioso, o estabelecimento do briefing e as habilidades indispensáveis para a realização das tasks referentes ao projeto.

3. Execução

Como o próprio nome já diz, essa etapa consiste em por em prática o planejamento que aparece no item anterior. Esse é o melhor momento para revisar o briefing do projeto e garantir que nenhum erro atrapalhe ou atrase o processo.

4. Controle e monitoramento

Essa fase acontece juntamente da anterior e consiste em conferir as tarefas realizadas e os resultados para obter um melhor desempenho na formulação do intento.

5. Encerramento

A hora de colher os frutos e descobrir os pontos a melhorar. A partir do feedback obtido depois do encerramento, é possível reconhecer os erros e tomar ciência dos pontos fortes. É aqui que a equipe consegue ver se o projeto realmente funcionou ou não.


Infográfico vetor criado por starline – br.freepik.com

 

 

Metodologia Agile e Scrum e a gestão de projetos

 Essa metodologia é bem difundida na comunidade de criadores, desenvolvedores e entre qualquer profissional envolvido num projeto.

Agile (Ágil em inglês) refere-se ao Manifesto Ágil, que possui alguns princípios comumente utilizados por profissionais que desejam obter um resultado formidável nas suas ações, incluindo colaboração, prioridade em satisfazer o cliente, auto-organização, adaptabilidade, equipes interdisciplinares e diminuir o prazo de entrega, sempre dando preferência aos períodos mais curtos. Ele surgiu por volta dos anos 80 através de técnicas usadas por grandes empresas japonesas como a Toyota e a Honda.

Scrum é uma sistematização metodológica utilizada para efetuar o Agile. Originou-se a partir da insatisfação de um homem chamado Jeff Sutherland. Em meados da década de 90, ele ficou incomodado com os cronogramas apertados e os orçamentos exagerados. Pesquisou até encontrar os métodos das empresas japonesas e criou o Scrum, que popularizou entre demais desenvolvedores de produtos após uma série de vitórias. A metodologia pode ser adotada por qualquer tipo de projeto complexo, mas é preferível ser aplicada a produtos concretos. O sistema reduz o tempo de trabalho, aumenta a produtividade e organiza de maneira idônea a equipe.

A aplicação do Scrum

A laboração do Scrum começa com um Dono de Produto. Esse indivíduo representa o melhor interesse do usuário final, tendo voz para opinar acerca do que vai fazer parte do produto final. É executor do Blacklog, uma lista de tasks e dos requisitos do produto, que deve estar em ordem de prioridade e é trabalho do Dono de Produto fazer isso. Posteriormente, o Sprint é um período de tempo pré-determinado que a equipe tem para concluir as tasks dentro do Blacklog. Esse período é escolhido conforme as necessidades do grupo. As staffs se reunem para atualizar o andamento do Scrum diário, que pode ser conhecido como Daily Stand-ups ou Daily Scrum. Logo após, cada Sprint termina com uma revisão chamada Retrospective, ou Retrospectiva, na qual a equipe analisa os resultados e discute como podem melhorar na próxima vez.

 

Trello

Logo da Trello.

Icon feito por Vitaly Gorbachev. Postado em www.flaticon.com

 

A Trello é um aplicativo de gerenciamento de projetos organizado por quadros, designado para web. Seu principal objetivo é potencializar a administração do projeto e informar o que está sendo trabalhado, quem trabalha com o quê e demonstra também o processo das tasks. Foi criado em 2010, quando a Fog Creek Software iniciou um trabalho de pesquisas internas de produtos em potencial para o mercado. O aplicativo foi lançado em setembro de 2011 durante a TechCrunch Disrupt. Em 2014, o aplicativo se separou da Fog Creek Software tornando-se a Trello Inc., com Michael Pryor como CEO.

Como surgiu

O app surgiu com o principio de organizar projetos e resolver problemas de planejamento para equipes de trabalho, permitindo seus usuários organizarem tarefas de modo simples e prático, assim dispensando uso de e-mails e planilhas. Trello chegou ao mercado internacional em maio de 2015, quando o Brasil, a Alemanha e a Espanha receberam versões traduzidas da plataforma. No início de 2017, a empresa Atlassian comprou a Trello.

Finalidade

Tem como finalidade a organização de projetos, possibilitando todos os membros da equipe interagirem e acompanharem o andamento das tasks dentro da plataforma, inclusive permitindo que descrições e comentários sejam acrescentados nas tarefas, como se fosse em uma reunião. A ferramenta permite que todos mexam nos quadros simultaneamente com monitoramento em tempo real. Há o modo de convite para entrar na equipe por e-mail ou por link. É uma opção extremamente viável e indispensável para administrar e organizar os projetos em andamento, facilitando todo o processo e garante resultados registrados e ordenados.

Conclusão

A partir dos conceitos aplicados nesse artigo, é concebível dizer que a gestão de projetos é imprescindível na realização de um objetivo e é apropriável em diversas áreas de atuação. Seja na criação de um produto a partir de uma inovação radical, ou melhoria de um produto já existente mediante a uma inovação incremental, a gestão de projetos se faz presente e muito necessária. Resumidamente, não basta apenas desferir dos 5 passos, é crucial ter uma boa noção do mundo de projetos e habilidades bem desenvolvidas, tanto de liderança quanto interpessoais, a fim de obter êxito na operação, desfrutando sempre de uma boa diligência.

 

Related posts
ArteBlogFotografia

Você sabe oque é fotografia Fine Art?

BlogDesignFilmes

4# Filmes que todo designer deveria ver - Logorama

BlogDesign

Branding, identidade visual e arquétipos

ArteBlogDesign

Como escrever um roteiro bem estruturado

Se inscreva em nossa Newsletter