Podcast: Novo episódio - As possibilidades e caminhos do UX Design no Mercado Nacional

ArteTipografia

O que é tipografia

Escrita

A tipografia é extremamente importante para dar vida aos seus textos

A tipografia está presente na cultura em diversos períodos na história humana. É a estética ou a aparência do texto e também está relacionada a arte de potencializar o texto e prender a atenção. Segundo a definição do Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, tipografia é o “conjunto de procedimentos artísticos e técnicos que abrangem as diversas etapas da produção gráfica (desde a criação dos caracteres até a impressão e acabamento), espelhados no sistema de impressão direta com o uso de matriz em relevo; imprensa”.

Passado da tipografiaFoto criada por freepik – br.freepik.com

História da tipografia

Os primeiros sistemas de comunicação foram desenvolvidos por povos pré-históricos em pedras utilizando elementos gráficos que faziam parte de sua cultura, antes mesmo da noção de letras ser difundida.

Inicialmente, a tipografia era feita com tipos móveis e baseada em paralelepípedos feitos de metal com elevações em formato de símbolos, números e letras. No século XV o aprimoramento dos tipos desencadeou graças a Johannes Gutenberg (1400-1468), inventor e gráfico de origem alemã e responsável pelo desenvolvimento dos tipos gráficos feitos em metal e pelo aprimoramento da prensa móvel tipográfica. Suas inovações se baseavam em reutilizar os tipos no intuito de compor textos diferentes e suas conquistas concretizadas foram o molde da imprensa por muito tempo.

A tipografia composta

Geralmente, as tipografias compostas precisam ser legíveis e possuir uma boa estrutura, a partir da construção de um contexto visual cativante para atrair e persuadir o leitor, envolvendo o conteúdo da publicação. No caso de obras que utilizam o design como forma de expressão, os objetivos estéticos ultrapassam questões como legibilidade da tipografia por liberdade poética. A realização do modelo visual é concebida através da escolha de fontes tipográficas, layout dos textos e tonalidades, porém esses precisam harmonizar com todos os elementos presentes no projeto. Assim, conforme a união desses pontos, explorados em tarefas realizadas por uma equipe de profissionais de uma empresa de comunicação, o objetivo é que a atmosfera criada se adeque ao enredo da peça.

Entre as principais preocupações dos tipográficos estão a escolha de tinta, métodos de impressão e papel adequado. Já no caso dos web designers, o tamanho da fonte, as cores que serão utilizadas de contraste, o tamanho do documento, entre outros.

Designer de tipo

A atividade desenvolvida por até então profissionais de tipografia,  após algum tempo, passou a ser concebida como designer de tipo e era realizada por puncionistas ou gravadores de tipos, muito antes do termo designer tornar-se popular no vocabulário da profissão. Dois dos mais importantes designers de tipo foram Giambattista Bodoni (1740-1813) e Claude Garamond (1480-1561), sendo que seus sobrenomes se tornaram nomes de fontes clássicas e utilizadas com frequência em programas de texto.

nunca pare de aprenderFoto criada por rawpixel.com – br.freepik.com

Fontes tipográficas

Uma fonte tipográfica é um padrão, variedade ou coleção de caracteres tipográficos com o mesmo desenho ou atributos e com o mesmo tamanho.

Serif

As fontes Serif, tem pequenos traços chamados de “Serifa”, colocados na parte principal da letra, por ser uma fonte clássica, é uma boa opção para projetos mais tradicionais e são comuns em publicações como em revistas e jornais.

Sans Serif

As fontes Sans Serif não tem esses tracinhos, por isso o nome, que em francês significa “Sem Serifas”. Esse estilo é mais usado hoje em dia por ser mais limpo e moderno, além disso ela é mais fácil de ser lida nas telas de computadores, smartphones e tablets.

 

Alfabeto tipografia

 

Tipografias de visualização

As tipografias de visualização tem muitos estilos, como itálico, negrito, etc. Fontes mais detalhadas e cursivas são usadas em textos pequenos por serem decorativas e chamativas, o que realça o design em títulos, cabeçalhos e designs mais complexos. Algumas fontes possuem outras características como Comic Sans, Curlz Papyrus, não existe nenhum problema em utilizá-las, mas parecem estar ultrapassadas.

Hierarquia, Entrelinhamento, Espaçamento e Entreletra

Hierarquia

A hierarquia é usada para focar o leitor no elemento principal e direcionar o olhar dele para prosseguir a leitura. Ela se mostra presente na posição de uma imagem, no tamanho e estilo de uma letra, nas cores e usando diferentes tipos de ênfase.

Estabelecer uma hierarquia é simples, basta escolher os elementos principais dos textos e destacá-los. Os elementos mais importantes tendem a serem maiores e mais chamativos, sendo mais espessos ou diferente de todo o resto.

O Entrelinhamento

O entrelinhamento é o espaço entre as linhas do texto, também conhecido como espaçamento entre linhas, normalmente segue as normas da ABNT, o objetivo é tornar o texto mais confortável de ser lido.

O espaçamento

O espaçamento é a distância geral entre caractere.

O Entreletra

Por fim, entreletra é o espaço entre letras em específico, ao contrário do espaçamento, ele muda dentro da palavra porque cada letra se ajusta de maneira diferente.

Veja também: Tipografia vernacular, a tipografia com a cara do Brasil

Related posts
ArteBlogFotografia

Você sabe oque é fotografia Fine Art?

ArteBlogDesign

Como escrever um roteiro bem estruturado

ArteBlogDesignFilmes

Filmes sobre arte e o mundo criativo

ArteBlog

Realismo espontâneo: já ouviu falar?

Se inscreva em nossa Newsletter