Podcast: Novo episódio - As possibilidades e caminhos do UX Design no Mercado Nacional

BlogJornalismoMusica

Produção Musical – O que um produtor musical faz?

A produção musical é o processo pelo qual a música é criada, capturada, manipulada e preservada para que possa ser distribuída e apreciada.

Toda a música gravada que você conhece e ama existe porque passou pelo processo de produção musical, não importa quão conhecida ou subterrânea uma gravação possa ser, e não importa quão minimalista ou maximalista ela soe.

A produção musical profissional é criativa e técnica. Requer habilidades de audição bem desenvolvidas, um bom domínio da tecnologia de gravação, um profundo conhecimento musical, e habilidades eficazes de gerenciamento de projeto e liderança por parte de um produtor musical, também conhecido como produtor discográfico. Se você está pensando em entrar na produção musical, aqui estão algumas noções básicas que você deve conhecer:

O que é um Produtor Musical?

 

Um produtor musical, ou produtor de discos, auxilia um artista em seu projeto de gravação, trazendo sua visão à fruição e guiando seu som ao longo do caminho. Ser um produtor musical é, em muitos aspectos, um trabalho estranho. O que um produtor cria não pode ser visto. O que um produtor cria não é sequer um objeto. Se você ampliar até o fim, o que um produtor musical faz para viver é isto: Vibra as moléculas do ar de tal forma que quando as moléculas do ar chocam contra uma forma de vida humana, essa forma de vida sente algo.

O que faz um Produtor Musical?

O papel de um produtor musical sempre foi um papel um tanto nebuloso. Cada vez mais, isso pode significar uma série de coisas muito diferentes. Alguém que programa uma batida é um produtor? Sim. Alguém que atende ligações, coordena reuniões e faz com que os artistas assinem com as gravadoras é um produtor? Sim. É um produtor alguém que toca baixo, co-escreve canções e medeia disputas entre os membros da banda? Sim. 

Um produtor musical tem muitos papéis, mas aqui estão os quatro mais vitais:

  1. Cronograma e orçamento

Na produção musical primeiro, a responsabilidade do produtor é agendar uma sessão de gravação dentro do orçamento designado e depois conduzir os músicos através dessa programação de forma eficiente. Além disso, eles garantem a conclusão técnica e artística bem sucedida do projeto.

Em muitos aspectos, é a principal razão pela qual um produtor musical recebe o trabalho. Eles demonstraram por seu trabalho que são profissionais capazes de fazer um disco de sucesso e submeter o produto final exatamente na data contratualmente acordada. Para um projeto de gravação comercial maior para uma grande gravadora – ou para uma gravadora menor, mas bem financiada – a data de conclusão é uma parte fundamental de um cronograma maior. O processo inclui programação de fabricação, marketing e publicidade que coordenará o lançamento da gravação.

No caso de um orçamento menor, “indie”, ou projeto pessoal, ter um produtor experiente supervisionando a conclusão é uma boa idéia. Por exemplo, eles podem agir como um hedge contra a insistência do artista em mais overdubbing, ou remixagem interminável, que é (infelizmente) a causa de muitos discos nunca serem lançados. Portanto, o credo de um produtor musical deve ser “no tempo e no orçamento”.

  1. Moldando a música

Esta segunda responsabilidade gira em torno da questão de como um produtor pega a matéria-prima da canção de um artista e a transforma em uma gravação acabada. Esta função é tanto artística quanto comercial. Ela deve expressar a intenção musical e emocional do artista, mas também deve alcançar um público amplo.

  1. Supervisão de desempenho

O produtor deve saber como identificar e obter os melhores desempenhos dos membros individuais do grupo. Há uma suposição de que, se ele o move, ele pode mover outros ouvintes. Para o produtor, confiar nesta resposta emocional é uma função quintessencial. A confiança para dizer “eu gosto desta” está no coração do papel de um produtor. Eles aplicam a mesma função crítica em praticamente todas as etapas do processo de gravação. Desde a decisão de que uma determinada faixa de apoio tem a sensação e energia certas, até a aprovação de um solo de violão, e o som dos vários instrumentos que passam pelos monitores, todos voltam para o produtor, que deve fazer esse julgamento.

  1. Trabalho vs. diversão

O produtor deve manter o equilíbrio sutil entre as exigências da obra e os elementos criativos que compõem uma música convincente. O hábil produtor cria um equilíbrio entre essas duas oposições, e o faz manipulando essa idéia amorfa que os músicos amam tanto: A Vibe.

A primeira coisa a fazer ao criar uma vibração é fingir que você está lá para tocar, e gravar os resultados. Você, o produtor, está naturalmente muito consciente do trabalho que precisa ser realizado em cada sessão, mas você guarda esses pensamentos para si mesmo. 

Portanto, com isso em mente, aqui estão algumas maneiras de estabelecer a vibe tão importante:

Confiança: 

Mais uma vez, o papel de liderança de um produtor musical é inspirar e incutir na equipe a sensação de que “tudo vai funcionar bem”. Se um produtor estiver bem preparado, experiente e atento ao que precisa ser feito em cada etapa da gravação, ele terá a confiança necessária para…

Manter em movimento:

Todos os grandes produtores sabem que o constante avanço é essencial para o processo de produção. Passar rapidamente de uma tarefa musical para a próxima pode criar seu próprio impulso que se presta imediatamente a uma vibração edificante. 

A Alegria da Gravação:

Sim, fazer registros é trabalho, mas é também um dos trabalhos mais agradáveis que você pode imaginar. Nunca perca de vista que cada sessão de gravação é um privilégio; uma atitude de gratidão pode dar origem a diversão e risos.

Como é produzida a música?

Uma idéia musical pode tomar muitas formas. Pode ser um padrão simples de bateria e baixo para uma canção completa com melodia, letra e mudanças de acorde. Como o produto final soa tem muito a ver com o arranjo musical e as ferramentas usadas para produzi-lo.

As etapas envolvidas na produção de uma peça musical são:

  1. Ideias musicais

A canção que você vai produzir e os instrumentos que você vai usar no arranjo. Como produtor, você vai decidir as partes que serão gravadas e quem as tocará.

  1. Gravação

As apresentações que compõem nosso arranjo musical são gravadas para qualquer variedade de dispositivos de hardware e software como dados de áudio ou MIDI.

  1. Edição

Quando usamos sequenciamento MIDI ou gravação em disco rígido, os desempenhos que gravamos podem ser editados de várias maneiras para alterar tanto o desempenho individual quanto o arranjo completo.

  1. Misturando

As faixas individuais que compõem uma gravação multi-trilha são combinadas e processadas usando efeitos para criar uma gravação estéreo final para nossa música.

  1. Masterização

Onde preparamos nossa mixagem estéreo acabada para distribuição como um CD de áudio ou um arquivo digital, fazendo ajustes finais no som geral da gravação.

Como você se torna um produtor musical?

Se esse é o seu sonho, fique tranquilo: ele não é tão difícil de realizar quanto parece! Basta entender os requisitos da profissão e desenvolver certo conhecimento do assunto, além de criar músicas de qualidade. Por fim, lembre-se de que a música é uma indústria e que estudar faz parte, mas que com dedicação e boas estratégias qualquer um é capaz de longe.

Procure cursos, baixe programas e faça você mesmo suas músicas! Um caderninho perto de você ou um bloco de notas para anotar suas ideias é sempre um aliado, se você tem vontade de seguir com isso, faça! Vai valer a pena.

Gostou? Então veja nosso post Criatividade na quarentena: músicas para pensar

 

About author

Produtora de eventos com formação na área, cursando uma pós graduação e atualmente trablhando na área de Redação, sou redatora da Creative Stop.
    Related posts
    BlogDesign

    Um Guia Para Teoria de Design

    BlogDesign

    Os 8 tipos de Design Gráfico que você precisa conhecer

    BlogDesign

    O que é Design Gráfico?

    BlogEventosGrandes artistasJogosJornalismoNotícias

    BGS 2022 finalmente será presencial

    Se inscreva em nossa Newsletter